Graduação ou pós no exterior – Qual curso é mais adequado?

A viagem fantástica para você fazer uma pós-graduação ou graduação no exterior

 

A Fantástica Jornada Para Você fazer uma Pós ou Graduação no Exterior

 

Fazer um curso acadêmico no exterior é menos complicado do que você imagina. Há uma infinidade de cursos em diferentes países com vantagens excepcionais para você. Como tantas escolhas no mercado, a grande dificuldade é encontrar algo feito sob medida para você. Há cursos de graduação e pós para diferentes fins, mas como tomar uma decisão que vai ser útil no futuro. 

E aí? O que escolher? Graduação ou pós? 

 

Aqui, eu explico melhor o que pode se encaixar melhor no seu perfil, as vantagens e desvantagem do seu programa acadêmico no exterior. Quero em poucas palavras te fazer pensar sobre os seus próximos passos 

 

Qual profissão eu quero exercer no exterior? 

 

A primeira coisa a ser pensada é a profissão que deseja exercer no exterior. Qual é a função que mais te agrada ou te dá prazer? Reflita por alguns segundos antes de continuar esta leitura… E então? 

Quer ajuda para pensar diferente? Esse artigo pode te ajudar 

Ao responder essas perguntas você poderá pensar em uma trilha mais fácil para você alcançar os seus objetivos. A sua jornada ficará mais clara.

Esse caminho pode começar através de uma pós-graduação profissional ou os” taught courses” que são programas que te capacitam em uma determinada área. Há inúmeras maneiras de ingressar em cursos nas áreas de Administração, Tecnologia de Informação, Ciências Sociais, entre outras. 

Diferentemente do que acontece no Brasil, você pode entrar muito mais facilmente em uma pós em áreas que não tem nada a ver com sua formação inicial. Tudo vai depender de uma combinação de fatores como experiência profissional, curso de desenvolvimento, nível de proficiência de inglês entre outras abordagens.  

Se você já uma profissional de uma área específica como contabilidade, direito ou engenharia, uma pós amplia o seu conhecimento prévio e adiciona valores ao mercado de trabalho que deseja se inserir no exterior. Além disso, você faz uma imersão nas nuances culturais daquele mercado, se adaptando muito mais facilmente. Fazendo você muito mais empregável. 

Comecei a faculdade no Brasil, mas parei no meio do caminho

A sua graduação incompleta tem muita validade. Mesmo que tenha começado e parado o seu curso há anos, as disciplinas que você cursou pode te levar ao término de um curso acadêmico no exterior. Ironicamente, é mais fácil terminar uma graduação fora do Brasil do que fazer uma transferência de uma universidade para outra, dentro do mesmo curso, em uma universidade no Brasil.

(Sou testemunha viva de tal burocracia, tive que estudar mais um ano no meu curso de graduação quando fui morar em São Paulo, as matérias e abordagens eram completamente diferentes) 

 Uma outra dica que conta muito é a sua experiência profissional. Com a sua graduação incompleta aliado a uma experiência relevante, poderá ingressar até mesmo em um pós-graduação. Muitas universidades fora do Brasil veem a experiência profissional mais relevante que a formação acadêmica, sobretudo as universidades de ciências aplicadas*

 

Aqui uma combinação de fatores será levada em conta. Como costumo dizer, cada caso é único. Você tem habilidades inatas que ainda não descobriu e estão prontas para florescer. 

 

Puxa, nunca fiz nada acadêmico. Tenho o ensino médio. 

 

Não tenha medo. Há muita coisa para você também. Se você é recém egresso do ensino secundário poderá bem facilmente ingressar em diferentes universidades na Europa e nos EUA. Há caminhos para facilitar a entrada em grandes universidades com o mesmo período de tempo, como por exemplo os “Community Colleges” nos Estados Unidos onde poderá fazer os dois primeiros anos de qualquer graduação (excluindo medicina, veterinária, direito e algumas outras profissões regulamentadas), economizando tempo e dinheiro sem deixar cair a qualidade. 

            A importância do ENEM 

Na Europa, o ENEM é usado para te dar acesso às universidades. E ainda poderá fazer transferências dentro do continente devido ao sistema de crédito de transferência (ECTS). Há muita coisa bacana para você.

Experiência profissional 

 

Ainda há a possiblidade de ingressar em uma pós no exterior sem ter uma graduação. Essa opção pode ser plausível dependendo da experiência profissional que um indivíduo pode apresentar a universidade. Já tivemos casos nesse perfil, embora seja um trajeto mais sinuoso, há possibilidades reais. 

Qual decisão vou tomar? Que nível acadêmico fazer

Há muitas maneiras de ingressar em uma pós no exterior. Cada perfil e caso são únicos e há possibilidades que ainda não imaginou. Eu sempre sugiro pós-graduações pois, em minha experiência, abre muito mais portas no mercado de trabalho internacional. Uma graduação também te ajuda a ver o mercado no exterior, sugiro essa opção aos clientes mais novos que começam a sua vida acadêmica. 

Meu nome é Paulo Santiago e estou aqui para ajudar você a se descobrir no mercado de trabalho no exterior através de um programa acadêmico de qualidade. Já trabalhamos com centenas de alunos em diversas universidades da Europa e queremos ajudar você a embarcar nessa fantástica jornada. Agende uma consultoria comigo para que você saiba mais sobre as suas possibilidades. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima